Rio de Janeiro
TEMPORADA ENCERRADA



~ do livro à jam: outono azul a sul ~

outono azul a sul ~ jam poetry sessions são imersões cênicas e intimistas no universo clandestino do livro homônimo da poeta portuguesa contemporânea calí boreaz, tendo por fio condutor o exílio, ou um lugar de erro — geográfico ou taquicárdico.

a cada sessão [4 ao todo], um músico diferente é convidado a aventurar-se junto com a poeta \ atriz, gerando momentos irrepetíveis de improviso, escuta e fusão entre a vivência poética & a música.

cada sessão única, por ser acústica, pode receber até 50 pessoas. os ingressos, no valor promocional de R$30, podem ser adquiridos antecipadamente nos links acima.

entre o sul [Brasil] e o norte [Portugal], ou na suspensão a meio de um Atlântico que se [con]funde com o corpo urgente da cidade, são protagonistas desta travessia o ser deslocado, e por isso mais atento, e disponível para o espanto; o artista traindo o burocrata, que há em nós, e que é o que se esperava de nós; o amante, que não consegue habitar o amor.


"mais vivo do que ao vivo, só algo que vive
uma única vez"
Nilton Bonder



~ começou como um solo ~

como precedente da jam poetry, aconteceu um solo poético, acompanhado pela trilha sonora do livroa estreia foi no Sesc Palladium, em Belo Horizonte, a 15 de maio de 2019 — um convite no âmbito do Eixo de Culturas Populares & Mês da Língua Portuguesa.





~ o universo clandestino do
outono azul a sul ~

#dia24 | feliz aniversário, p.28

#dia25 | falha geográfica, p.30


clica aqui para assistir a videos ao vivo .



~ os músicos das 4 sessões ~

sobre João Felippe .
—> RESERVAR INGRESSOS 26\9



~ fotografias das jam poetry sessions ~










por novos
não lugares
olhares
in outono azul a sul